Top 10 palácios mais pequenos do mundo

Os palácio são símbolos de luxo e magia. Para além dos contos de fadas, o que mais surpreendem os visitantes destas belíssimas construções são suas histórias e arquiteturas. Confira a lista dos 10 palácios mas pequenos do mundo.

10. Palácio de Versalhes, França

palacio-versalhes-françaLocalizado na cidade Versalhes numa aldeia rural na época de sua construção, mas atualmente um subúrbio de Paris. Até a família real ser forçada a voltar à capital em 1789, a corte de Versalhes foi o centro do poder do antigo regime na França. Em 1837 o castelo foi transformado em museu de história. O palácio está cercado por uma grande área de jardins, uma serie de plataforma simétricas com canteiros, estatuas, vasos e possui um área de 67.000 m2.

9. Palácio Real de Estocolmo, Suécia

palacio-real-estocolmoÉ residência oficial e o maior de todos os palácios reais da Monarca da Suécia. Com uma área de 61.210 m2, fica localizado na ilha de Stadsholmen, em Gama Stan. Os gabinetes particulares da monarca e outros membros da família real, como os gabinetes administrativo da corte real da Suécia estão ali localizados.

8. Palácio de Caserta, Itália

Palácio de Caserta, ItáliaRegião de Caserta como é conhecido é um palácio barroco situado em Caserta, na região italiana da Campânia. Com uma área de 61.000 m2, o edifício foi encomendado pelo rei Carlos VII para servir de centro administrativo cortesão do novo Reino de Nápoles, ao mesmo tempo simbolizava poder real. Em 1919 o rei Vitor Emanuel III da Itália doou o palácio ao povo italiano, em conjunto com os jardins e o complexo arquitetônico São Leucio, foram declarados patrimônio da humanidade pela UNESCO em 1997.

7. Palácio de São Petersburgo, Rússia

Palácio de São Petersburgo, RússiaLocalizado em São Petersburgo, entre o cais do palácio e a praça do palácio. Foi construído entre 1754 e 1762 para servir de residência de inverno aos czares russos e suas famílias.  Foi desenhado por Bartolomeo Rastrelli, possui 1876 portas e 1945 janelas. O palácio faz parte, atualmente, de um complexo de edifícios conhecido como museu estatal do Hermitage, a qual acolhe uma das maiores coleções do mundo e tem uma área de 60.000 m2.   

6. Castelo de Windsor, Windsor, Reino Unido

Castelo de Windsor, Windsor, Reino Unido É uma residência real localizada na cidade de Windsor em Berkshire, Inglaterra, Reino Unido. A edificação é notável por sua longa associação como as famílias real inglesa e também por sua arquitetura. Foi originalmente construído em no século XI, após as conquista normanda da Inglaterra por Guilherme. É usada pelos monarcas desde o reinado de Henrique I e é o castelo mais habitado de toda Europa, com uma área de 55.000 m2.

5. Palácio de Christiansborg, Copenhague, Dinamarca

Palácio de Christiansborg, Copenhague, Dinamarca

Com uma área de 51.660 m2, situado no centro de Copenhague. Este palácio é a sede do parlamento dinamarquês, do gabinete do primeiro ministro e do supremo tribunal da Dinamarca. É único edifício no mundo que abriga os três ramos do governo de um país.

4. Palácio de Hampton Court, Reino Unido

Palácio de Hampton Court, Reino Unido

Situado no Borough londrino de Richmond upont Thames, no Sudoeste da capital britânica. Foi construído em 1515 para o Cardeal Thomas Wolsey, para depois em 1529 ser tomado de volta. Hoje em dia o palácio está aberto ao público e é uma importante atração turística, facilmente acessível por trem da estação de Waterloo no centro de Londres. Ele possui uma área de 47.330 m2.

3. Palácio de Grand Serail, Beirute, Líbano

Palácio de Grand Serail, Beirute, Líbano

O Grand Serail, também conhecido como o palácio do governo, é a sede do primeiro ministro do Líbano. Está situado no topo de uma colina no centro de Beirute a poucas quadras do parlamento libanês, possui uma área de 39.700 m2. Grand Serail é um edifício histórico, é o mais importante dos três monumentos otomanos na Serail Hill.

2. Palácio de Mafra Portugal

 Palácio de Mafra Portugal

Localizado no concelho de Mafra, no distrito de Lisboa, em Portugal. A cerca de 25 quilómetros de Lisboa, é composto por um palácio monumental em estilo barroco, vertente alemã. Foi construído em 1717 por iniciativa do João V de Portugal. O edifício ocupa uma área de quatro hectares (37.790 m2), compreendendo 1200 divisões, mais de 4700 portas e janelas, 156 escadarias e 29 pátios e saguões.

1. Palácio Real de Bruxelas

Palácio Real de Bruxelas

O palácio de Real de Bruxelas é o palácio oficial do rei dos belgas, embora não seja usado como residencia real, o palácio funciona como local, onde o rei Filipe realiza suas prerrogativas como chefe do estado, concedendo audiências e lidando com os negócios de estado.

Além de ser escritório do rei e da rainha, o palácio abriga os serviços de marechal-mor da corte, do chefe de gabinete do rei, do chefe da casa militar do rei e do intendente da lista civil do rei. Também é usado para grandes eventos e recepções de chefes de estados estrangeiros. O palácio possui uma área de 33.027 m2.

 

IMAGENS: Wikipedia

COMPARTILHAR