10 pessoas que foram presas por causa das redes sociais

As redes sociais são algo novo, e deve ser usado como cuidado e responsabilidade para não colocar a risco a pessoa que usa e outras. A verdade é que as nossas atividades nas redes sociais podem oferecer um retrato fiel – e muitas vezes não intencional – do nosso bem- estar mental. Na lista de hoje iremos listar histórias de pessoas que postaram fotos comprometedoras, bem como comentários ameaçadores e difamação pelas redes sociais.

10. Denzel Biggs

jovem-preso-depois-postar-fotos-facebook-armas

Em 2015, em Detroit (EUA) o americano Denzel Biggs foi preso depois de postar fotos dele no Facebook com duas armas na mão, Denzel que estava em condicional era ilegal que ele tivesse uma arma. As fotos bem como uma chamada registada na prisão, onde ele dizia a um conhecido que possuía uma arma foi suficiente para colocá-lo de novo atrás das grades. E ele já tinha cinco delitos relacionados com armas de fogo anteriores em Wayne Country (EUA).

9. London Eley

mulher-posta-facebook-matar-ex
www.dailymail.co.uk

Também nos Estados Unidos, em 2012, London Eley admitiu ter oferecido US $1.000 para o assassinato do pai de sua filha. London teria postado a mensagem em seu perfil no Facebook, afim de encontrar um assassino de aluguel. Timothy Bynum o suposto assassino de aluguel, teria respondido a oferta de London na rede social, e alegou ter concordado em matar ex-namorado dela, se lhe desse a quantia prometida por London. Quando pegos pela polícia, ambos os suspeitos disseram que o post tratava de uma piada.

8. Kristin Holmes

mulher-posta-foto-arma-mão-facebook

Kristin Holmes, em 2015 foi presa depois de publicar uma foto de sim mesma apontando uma arma nas redes sociais em resposta ás “ameaças mal dirigidas” de outros usuários.  Depois que os usuários reportaram a foto à polícia, Kristin, que mora em Chesterfield, Virgínia (EUA), foi presa e acusada de assédio por computador.

“Não era uma ameaça. Eu pensei que era uma imagem engraçada, então percebi mais tarde que era um pouco intimidante. Então eu tirei” disse ela.

Só que segundo Kevin Carroll, da Ordem Fraterna da Policia da Virgínia, esse comportamento era ilegal naquele estado.

7. Nicholas Wig

ladão-asaltou-casa-deixou-seu-facebook-aberto
Getty Images

Considerado pela vítima do roubo, como o ladrão mais burro do mundo, Nicholas Wig, foi preso em 2014, depois de assaltar a casa de James Wood. Nicholas roubou os cartões de créditos, dinheiro, celular e relógios de James. Mas deixou para trás seu próprio ténis, jeans e cinto da Nike, pois eles estavam molhados porque havia chovido. Quando a vítima foi fazer login no Facebook para jogar Farmville, foi quando percebeu que o ladrão tinha deixado seu perfil aberto.

James publicou uma atualização de status dizendo que Nicholas tinha assaltado sua casa. Então o próprio ladrão lhe enviou mensagens e eles concordaram em se encontrar. Segundo James o bandido pensou que se ele devolvesse o celular que havia roubado em troca das suas roupas que ele deixara, tudo ficaria bem. Mas não ficou, a vítima chamou polícia e prendeu o bandido.

6. Cameron D´Ambrosio

Um adolescente de Massachusetts (EUA) foi liberado depois de ter sido preso por um mês por causa de um comentário no Facebook, no qual ele fez referência aos atentados da Maratona de Boston, em 2013.

O jovem um aspirante a rapper de 18 anos, postou letras em sua página do Facebook, o que chamou atenção dos seus colegas de colégio que notificaram a polícia sobre a letra, onde foi preso e acusado de comunicar uma ameaça terrorista.

A prisão gerou uma indignação entre os ativista de liberdade de expressão, que argumentavam que as letras de Cameron não continham ameaças especificas e montaram uma campanha on-line para aumentar a conscientização sobre o caso e reforçar o esforço para liberá-lo. O que acabou por dar certo, já que a juíza ordenou a libertação do jovem, depois que um jurado se recusou a acusar o adolescente.

5. Trevon Maurice Franklin

Trevon foi preso em 2016, depois de fazer upload do filme da Marvel “Deadpool” na sua página dias após o lançamento do filme em fevereiro de 2016. Segundo o Ministério Público dos Estados Unidos para o Distrito Central da Califórnia, ele foi preso sob acusação de violação de direitos autorais. E ainda segundo a investigação feita, o filme foi visto mais de 5 milhões de vezes na página do Facebook de Trevon.

4. Homem de 28 anos que postou comentários

Um homem de 28 anos foi preso nos EUA, depois de uma mensagem ameaçadora que incluía emojis de faca e arma. O comentário foi postado na página do Facebook de Craig Makclinay por baixo de uma postagem de campanha. Craig teria sido eleito deputado conservador de South Thanet (EUA) nas eleições de 2015. O deputado notificou a polícia depois de receber um tweet no qual um usuário ameaçava matar seus filhos e netos depois de queixar de receber seus e-mails de campanha permanentes.

3. Ryan Tarrel Blaze

Em abril deste ano Ryan Tarrel Blaze foi preso pela polícia Shreveport depois de ameaçar matar pessoas aleatórias dentro de bares e discotecas de Sheverport (EUA). Um usuário de Facebook com o nome de “T Rel Blaze” teria publicado um status terrorista, que dizia: “Este fim de semana, vou aos clubes de Sheveport e vou começar a matar pessoas aleatoriamente”. E como é de se esperar a polícia não mostrou muita gentileza com esse tipo de ameaça. Que logo começou uma investigação, o que terminou com a prisão de Ryan.

2. O homem que foi preso por erro de tradução do Facebook

homem-preso-erro-tradução-facebook
youtube.com

O facebook pediu desculpas publicamente por ter causado a prisão de um homem na Palestina depois de ele publicar um “bom dia” em árabe na rede social. O problema foi que a tradução da inteligência artificial do Facebook traduziu o “bom dia” como “ataca-los” em hebraico e “machuca-los” em inglês. O homem, que trabalha em uma construção perto de Jerusalém, fez a publicação com uma foto dele mesmo, encostado em uma escavadeira com tal legenda. A polícia, então, foi alertada quanto ao conteúdo traduzido da postagem, desconfiando que o trabalhador estaria preparando algum tipo de ataque usando aquela máquina.

1. Stephani Renae Lawson

mulher-cria-perfil-falso-ex-presa

Ela foi presa por criar uma conta falsa em nome do ex-namorado no Facebook com o objetivo de difama-lo. Tudo teria começado em 2015, quando a garota resolveu vingar do ex na rede social. além de contar algumas mentiras na conta falsa do seu ex-namorado, a jovem enviou mensagens do perfil falso para sua própria conta com menções de perseguição, sequestro e danos físicos.

Depois disso, Stephani levou os dados para conhecimento das autoridades locais e preencheu um total de oito boletins de ocorrência contra o ex-namorado. O problema é que a história não batia e os investigadores solicitaram ao facebook e a operadora a abertura do registros de telefone e as gravações de IP. O que venho a ser descoberto que tudo era uma farsa criada pela garota, o que terminou em sua prisão.

COMPARTILHAR